Consumidor: A bola da Vez!

Mercado consumidor

Era uma vez um mercado… Primeiramente centrado na produção enquanto tinha-se consumidores dispostos a adquirir produtos iguais. (ou melhor, desde o inicio da produção em massa, e enquanto a lei da procura é muito maior do que a oferta, a tendência são os produtores preocuparem mais com o volume, produtividade e margens de lucro do que com o consumidor). A partir do momento em que as possibilidades de crescimento atingiram efetivamente outros competidores e a busca por mais uma fatia do mercado tornou-se difícil, o foco dos produtores mudou da produção em massa para as vendas. Práticas agressivas de mercado e comunicação massificada surgiram e juntamente com elas, propagandas enganosas e métodos abusivos para não perder venda. O que aparentemente gera um lucro rápido, não garante a satisfação e lealdade do consumidor. Quando o produtor percebeu que as exigências do consumidor é que fomentam o mercado, a indústria mudou novamente seu foco: e o consumidor tornou-se a bola da vez!

O consumidor hoje não precisa entrar mais em uma fila de espera de até 3 meses para adquirir um carro na cor e com os acessórios que o fabricante determinava. O mercado mudou muito, e os motivos para isso são: aumento da renda,  crescimento da população, acesso a tecnologia e informação e da consciência dos direitos do consumidor.

A grande quantidade de produtos e sua diversidade aumentam conseqüentemente a exigência do consumidor. Hoje ele tem a disposição produtos que atingem suas verdadeiras necessidades (que são antes transformadas em desejos). Muitos produtores antes de elaborarem o produto, já focam as necessidades do consumidor que ele deseja suprir.

O Consumidor Digital

comercio-eletronicoJá a internet, entra em toda essa história como sua principal aliada. Se o consumidor necessita de ter comodidade e agilidade (visto o número de tarefas que aumentam enquanto o tempo parece estar sempre mais curto) ela estará sempre a dispor, com seu objetivo de agilizar e globalizar a informação. É como “Juntar a fome com a vontade de comer”; o consumidor sempre estará disposto a consumir tecnologia, já que suas necessidades de conforto, com ela, são supridas.

Os índices do comércio eletrônico já demonstram bem como anda o consumidor no mercado virtual:

“(…) Em 2008, a internet movimentou mais de 8 bilhões de reais, ocasionando um crescimento de 30% em relação a 2007. Mais de 13 milhões de pessoas no Brasil já compraram ao menos uma vez pela internet. (…) Em 2009 a previsão é de 20% de crescimento no número de pessoas que compram pela internet.(…) Dois fatores contribuíram para esse crescimento: Possibilidade de comparação de preços e parcelamento.

A magia de consumir digitalmente já começa no ato da compra.  A experiência da aquisição do produto é às vezes até mais intensa que “possuir o produto”. Na compra on-line, o consumidor sente que está em um mundo em conexão e que ele faz parte do momento em que a sociedade está vivendo; seria como ultrapassar os limites da interatividade.

Uma vez que o consumidor ao adquirir um produto na internet, teve uma experiência positiva, ele sempre voltará ou para comprar mais ou para pesquisar preço. É como ir com a “cara da empresa/vendedor”. Se ele me mostrou ser confiável, possui os produtos que procurei, que entende do assunto com as informações necessárias, com perfeita logística e outras características positivas, é certo que voltarei e possivelmente indicarei a loja. Ou seja, para um site, seria necessário então: usabilidade (para tornar meu site navegável), otimização (para que o consumidor ache meu site), que tenha muitas informações e noticias sobre o(s) produto(s) e layout agradável (da mesma forma em que a loja física tem que se preocupar com iluminação, disposição dos produtos, etc).

Uma boa dica para o mercado digital e um grande passo à frente de muitas empresas que estão nesse meio, é criação de uma experiência personalizada com o usuário. Se na minha loja virtual, o consumidor digital comprou um livro sobre Fotografia, porque não enviar e-mails periodicamente sobre ofertas de livros relacionados? Ou até mesmo no lançamento de algum livro sobre “Fotografias urbanas” (ou seja, livro relacionado com sua primeira compra) enviar um e-mail falando sobre o novo livro? Esse tipo de relacionamento é importante visto a infidelidade do consumidor diante da quantidade de opções de compras na internet e a facilidade de pesquisa de preço.

Propaganda X Publicidade

poluicaovisualO estilo de vida e costumes desse consumidor mudou. Propagandas abusivas, outdoors, spans, pop-ups, banners pirotécnicos, entre outros são cada vez mais irritantes. Ele já está cansado de ter que ler nas entrelinhas para saber qual é a realidade cruel do anúncio. Propagandas assim ainda ocorrem, pois muitos persistem em seguir fórmulas ultrapassadas, colocando como centro da sua estratégia as vendas ao invés do consumidor.

E foi a partir do desespero da propaganda já mal vista é que surgiu a verdadeira publicidade*. O marketing viral, por exemplo, tornou-se uma perfeita maneira de milhões de pessoas verem a sua marca. O e-mail, que geralmente é um vídeo interessante, é repassado há várias pessoas com o único interesse do remetente de integrar laços com seus contatos. Ele espalha a publicidade que realmente lhe interessa.

bola wilson - filme náufragoOs meios digitais também estão inseridos como forma de incluir a marca. Dois grandes exemplos são os jogos e cinema. Foi a partir da inclusão da publicidade de forma implícita e em um ambiente favorável a sua aceitação, que muitas marcas conquistaram e conquistam pessoas inseridas nesses ambientes.

Diante dessa mudança, entender o consumidor e aliar suas necessidades ao desejo pelo seu produto (tarefas intrínsecas da estratégia de marketing) não é mais uma questão de luxo, mas sim de sobrevivência. É importante agora saber o que o mercado quer e fazer de tudo para conquistá-lo.

Abaixo listei algumas boas dicas de como entender o mercado e como fazer parte dele.

1. Avaliar quem é seu público-alvo, o que está no cotidiano do seu consumidor e costumes

“Para alcançá-lo, devem ser utilizadas as diferentes ferramentas de marketing hoje à disposição no mercado, como sites de busca e boca-a-boca digital. A nova geração é adepta das comunidades. O adolescente confia mais no amigo que tem uma página no Orkut ou que conversa com ele no Messenger do que na propaganda” (fonte: site e-bit)

2. Pensar de forma integrada, colocando as possibilidades da internet como metas e objetivos da estratégia de marketing.

3. Coloque na rede o maior número de informações possíveis sobre o produto. Blog, fórum e SAC on-line (com “dúvidas freqüentes”) são bons exemplos de canais muito utilizados para esse propósito.

4. Invista em marketing digital (SEO) – otimização de site e links patrocinados (caso necessário)

Até a próxima!

Bruna Milagres

obs.: Pode copiar, mas não deixe de citar a fonte. =)

*propaganda: divulgação patrocinada de um produto, marca ou empresa. Publicidade: Seu produto, marca ou empresa  são divulgados de forma espontânea.

Fonte de pesquisa:

Livro Google Marketing – Conrado Adolpho

Site e-bit – http://www.ebitempresa.com.br/

Apostila pós-graduacao – estratégia de marketing – Universidade Gama Filho

Anúncios

Sobre brunampl

Bruna Milagres é graduada em Produção Multimídia pelo Centro Universitário de Belo Horizonte (Uni-BH) e pós-graduada em Marketing Digital pela Universidade Gama Filho. Na escola de artes visuais “Casa dos Quadrinhos”, cursou ”Desenho Artístico” como complemento ao seu trabalho de design. Atualmente trabalha como freelance na área de design e marketing digital.
Esse post foi publicado em Textos e Dicas e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Consumidor: A bola da Vez!

  1. Felipe Monteiro disse:

    Ainda não li o texto mas adorei o “cabeçalho” da página. Está bem futurista assim como a sua profissão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s